domingo, outubro 31

Natal com Origamigos II - 2010

     A Aline está organizando pelo segundo ano o Natal com Origamigos, já participei no ano passado e foi ótimo, me inscrevi novamente e estou com a mente borbulhado de ideias. 
    
     Para participar visite o blog dela .
    
     Como se trata de uma confraternização e troca não apenas de origami, mas também de carinho, sugiro que se inscrevam os que realmente querem e possam trocar origamis, respeitando os prazos. Digo isso porque já participei de uma troquinha e fiquei a ver navios, embora não tenha tido nenhum problema com os origamigos.

....× (¨`•.•´¨)
(¨`•.•´¨)¸.•´Dobrar e compartilhar
.`•.¸.•´ me faz completamente feliz.

quarta-feira, outubro 13

A canção da natureza e as borboletas de LaFosse

     Era uma vez uma sábia princesa que folheou um livro de contos de fadas para borboletas de papel, elas ficaram encantadas, bateram as asas e foram “aprender a ler no livro da natureza o que ela quer nos falar, pelas linhas do silêncio, ou pela escrita da presença, onde os olhos possam ler sorrindo” (p. 127)
     Vejamos o que aprenderam:



     A ciência deve estudar mais os companheiros dos homens, seus auxiliares, e protegê-los, figurando em leis, proteções correspondentes aos seus trabalhos. (p.48)


     Os galhos das árvores, crescendo, parecem mãos orando  a Deus e d’Ele recebem a essência da vida, transformando  no seu laboratório íntimo, para que os homens e animais tenham mais paz nos corações.  (p. 137)

     Vida é sinônimo de movimento. Carecemos de movimento para vivermos e até a planta sabe disso. (p.56)

     Uma árvore não absorve da atmosfera, dos raios solares e da terra, sua mãe, mais do que precisa; ela não ajunta celeiros, não compra e não vende, não desperdiça os valores eternos. (p. 20)


     Vamos falar do encanto da natureza: as flores. Flores que nos trazem alegria, como sendo mensagem de luz para que possamos viver em contentamento espiritual; elas constituem para o reino a que pertencem um sorriso dos Céus. (p 91)

     As flores nos chamam a atenção, para nos beijarem com seu perfume, em nome do amor de Deus. (p. 93)


     O ser humano deve voltar à natureza, porque ela se encontra de braços abertos para recebê-lo, para lhe restituir a saúde. (p.67)

     Tudo nela fala do amor... (p.81)

     … tudo nela fala da paz ...(p.81)

     …  tudo nela fala da alegria (p.81)

     Penetrando os arcanos da vida universal, dia-a-dia, encontramos tanta beleza, que exacerbamos os sentidos em procura de nós mesmos, encontrando igualmente Deus a pulsar em todos os contornos da vida. (p.211)

     A vida, para quem a entende, é uma canção da natureza. A sinfonia universal é tocada permanentemente, de modo que se pode sentir a harmonia da vida dentro do coração de Deus. (p.153)

     A alegria pura é a porta para encontrarmos a canção da natureza, a nos mostrar a verdadeira felicidade de viver. (p.149)
     Sirva-se dos frutos, de modo que o desperdício não estrague a sua vida; alegre-se ao alimentar-se com eles, que a alegria da natureza é ver os filhos de Deus contentes com as dádivas do Pai. (p. 73)

     Amemos a terra, cuidando dos seus valores, porque a retribuição é sempre generosa, em favor de todas as criaturas. (p. 96)


     Dentro da semente se encontra, em síntese, uma floresta (...) (p.67)

     Observe o ar, as águas, o vento, as árvores, os pássaros, a vida, enfim, e sinta o ritmo da vida dentro do próprio ritmo da vida. (p. 149)

     (...) plante árvores o quanto puder, seja grato por elas, como pela água, pela luz, pelos ventos ... (p.168)

     Os insetos são nossos irmãos; devemos amá-los e compreendê-los. (...) criados para nos mostrar o lugar certo; o erro acontece quando queremos modificar o que a natureza fez e assiste. (p.48)

         Você já parou alguns minutos para analisar a utilidade das pedras, como construtoras ósseas e esqueleto do planeta? (p. 56)

    
     Agradeça a Deus pelas águas que correm nas veias da casa grande em que moras, agradeça a Deus por ela estar dentro de suas casas a lhe saciar a sede; agradeça a Deus por ela estar dando vida à Terra. (p. 32)

     No final da jornada, voltaram para a casa de papel e fizeram sua refeição sabendo que : “A harmonia é o tônico do Universo, a falar d’Aquele que nos deu a vida e nos alimenta com o sorriso das estrelas.” (p.19) — e foram felizes para sempre!
 Fonte:
Canção da natureza. Psicografado por Jõao Nunes Maia/Kahena. Belo Horizonte, Editora Espírita Fonte Viva,1988. 220 págs.

Recomendo:


http://www.natureba.com.br/ - site com excelentes dicas, entre elas a prática dos 3Rs (reduzir, reaproveitar e reciclar), vale a pena dar uma olhadinha lá.

Poesias em forma de livros.

....× (¨`•.•´¨)
(¨`•.•´¨)¸.•´Dobrar e compartilhar
.`•.¸.•´ me faz completamente feliz.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...