domingo, março 30

Mais presente de Páscoa.


Essa também carregou bombons. Usei papel color set marrom e vermelho. Foi a primeira caixa de origami que aprendi a fazer. Isso a exatos 17 anos.

Presente de Páscoa.


Essa caixa levou bombons para uma querida amiga. Foi confeccionada com papel para scrapbooking. Preferi colocar uma flor de Sakura no centro. Fitas de cetim e botões fizeram o acabamento.
O cartão levou uma mensagem sobre a flor de sakura.

Caixa de fotos e origami.



A listrada é a tamba da caxia de fotos da Jú. Dobrei um coração que permite encaixar recados e colei com fita banana. A caixa menor guarda flores de Sakura para futuros usos.

Aniversário da Ju.


Caixa de fotos para comemorar o aniversário da Jú. Foi muito gostoso montá-la. Desde selecionar as fotos e relembrar tão bons momentos, até escrever as mensagems que acompanharam as fotos: "A princesa e os cisnes, Quatro bonecas, Que doçura, Denguinho". No centro coloquei um poema e uma flor de Sakura, espalhei pequenas borboletas e sianinhas.
Abaixo o poema.
Duas dúzias de coisinhas à-toa que deixam a gente feliz
(Otávio Roth)
Passarinho na janela, pijama de flanela, brigadeiro na panela.
Gato andando no telhado, cheirinho de mato molhado, disco sem chiado.
Pão quentinho de manhã, dropes de hortelã, grito do Tarzan.
Tirar a sorte no osso, jogar pedrinha no poço, um cachecol no pescoço.
Papagaio que conversa, pisar em tapete persa, eu te amo e vice-versa.
Vaga-lume aceso na mão, dias quentes de verão, descer pelo corrimão.
Almoço de domingo, revoada de flamingo, herói que fuma cachimbo.Anãozinho de jardim, lacinho de cetim, terminar o livro assim.

Resultado.


Os alunos mostraram-se bastante animados. Percebi que eles não só gostaram do produto final, mas também do processo. Pipocava na sala de aula "consegui", "ah, é assim", "agora entendi", "olha o meu". Foi muito gratificante.




O processo.


Adaptei a caixa de fotos. Fiz uma caixa de doces em papel camurça verde-água, uma rosa em papel camurça marrom, três coelhos, um colei na tampa. Ao retirar a tampa, a caixa "explode" e aparece a docilidade da Páscoa via origami.
Os alunos retiraram um poema por grupo e puderam aprender um pouco mais sobre esse gênero textual, além de refletir sobre alguns valores, entre eles: trabalho em grupo, perseverança, paciência. A par disso, o poema trouxe mensagens sobre perdão e união.

Origami, Páscoa e sala de aula


Alunos retirando o poema de Páscoa.

domingo, março 16

Benefícios do origami.

Parece brincadeira, mas não é. Vale a pena conferir estes depoimentos e artigos.

Em português:

Suzana Costa comenta: "eternamente grata a esta ARTE, capaz de aos poucos me devolver os movimentos das mãos, travadas por uma lesão no nervo mediano (Síndrome do Túnel do Carpo) e tenossinovite de Quervain. "

OS BENEFÍCIOS DO ORIGAMI - Keiko Abe

Glorinha Dettmar escreve:

Os benefícios que o Origami nos traz

Acredito que todo ser humano necessita dar vazão ao seu impulso criativo para se sentir mais harmonioso, auxiliando assim sua caminhada em busca do equilíbrio interior. Encontrei na prática de Origami o canal para minha expressão artística, mesmo sendo em proporções bem modestas.

Rita Foelker coloca:

  • Além de ser uma atividade altamente prazerosa, que é o exercício do poder de transformação da matéria de acordo com a criatividade, o estudo e a dedicação a esta arte proporcionam outros resultados:
    - conhecimentos básicos de geometria e matemática, a partir da observação;
    - o desenvolvimento de capacidades mentais importantes como a organização, a ordem e a - disciplina;

- a criatividade e a possibilidade de ocupar o tempo com um fazer relaxante e meditativo.

O site tem uma lista enorme de artigos sobre este assunto, entre eles:

O que e origami - Bruno Ferraz
Origami como terapia na psiquiatria - Bruno Ferraz
Origami e a arte da meditação - Eridan Passos
A COMUNIDADE SURDA: PERFIL, BARREIRAS E CAMINHOS PROMISSORES NO PROCESSO DE ENSINO-APREND. EM MATEMÁTICA.Janine S. de Oliveira.
Natal de Origami - Lucia Lobato
A representação social do origami, na área da saúde mental, como instrumento terapêutico - Bruno Ferraz
Teatro e Origami - Criando um personagem ou criando um origami? - por Bruno Ferraz

O artigo sobre meditação foi o que me chamou primeiramente a atenção:

(..) Ora, quando eu sento à mesa, cercada pelas folhas coloridas e os diagramas que me desafiam, a minha mente se esvazia completamente. O mundo “lá fora” se imobiliza. Decisões a tomar, obrigações a cumprir, tudo desaparece. Estou inteira, no aqui e agora, no ato de dobrar e dobrar e mais uma vez dobrar(...) - Origami e a arte da meditação - Eridan Passos

Em inglês:

10 Reasons to be involved in Origami

Five Questions about Origami Benefits

Left Brain and Right Brain at Origami Training, 2000

The Folding - A Method of Bilateral Development, 1998

<:-)

sábado, março 15

Kusudama Floral


Ganhei o papel da minha amiga Marília, agora "viraram" esse lindo kusudama :)
(...) Eis o meu segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos. - O Pequeno Príncipe, Antoine de Saint-Exupéry.
Uma amiga como essa olha nos olhos da gente e vê o coração...
Desconheço o criador do kusudama. Tive acesso ao diagrama pelo encarte japonês que acompanha os papéis.
<:-)

Dica de blog.

O blog abaixo tem o diagrama desse kusudama, o Electra, e outros belíssimos.
http://diagramascia.blogspot.com/
O Electra foi criado por David Mitchell. Tivemos acesso pela revista Minuano (Ano 1, no 03).

Detalhe.


É interessante ele ter escolhido justamente essas cores para fazer um kusudama para mim, já que eu adoro a combinação de verde e laranja. Acho que quando queremos presentear, e fazemos o presente com o coração, acabamos captando o outro. Sei lá... Afinal, a surpresa foi emocionante.

José


Posso dizer que o origami é um vírus do bem, e eu contaminei meu sobrinho José. Olhá só o presente que ele me deu. Esse kusudama, aliado ao gesto dele me fazem lembrar este poema:

Tecendo a Manhã

João Cabral de Melo Neto

"Um galo sozinho não tece a manhã:
ele precisará sempre de outros galos.

De um que apanhe esse grito que ele
e o lance a outro: de um outro galo
que apanhe o grito que um galo antes
e o lance a outro; e de outros galos
que com muitos outros galos se cruzam
os fios de sol de seus gritos de galo
para que a manhã, desde uma tela tênue,
se vá tecendo, entre todos os galos.

E se encorpando em tela, entre todos,
se erguendo tenda, onde entrem todos, no toldo
(a manhã) que plana livre de armação.

A manhã, toldo de um tecido tão aéreo
que, tecido, se eleva por si: luz balão".

Detalhe do Menino Jesus.

Como tudo começou.


Há muitos anos, em uma sala de aula, a menininha aprendeu o seu primeiro orimagi. Foi uma professora quem ensinou. O nome dela? O tempo apagou... Mas o ensinamento ficou... Deve ter sido na 2a ou 3a série. Este origami tem mais de 3 décadas e desencadeou uma paixão.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...